terça-feira, julho 05, 2011


Sem mais teatros, por favor.


Seria mais bonito da sua parte admitir que tem mentido todo esse tempo e me feito acreditar em suas bonitas e falsas palavras. É tão ridículo como você acha que sempre vai sair ganhando, dessa vez o seu jogo tem fim aqui, até porque eu já descobri suas cartas e não há nada que você possa fazer pra virar esse jogo agora. Como eu pude nunca perceber nos seus olhos que nunca foi sincero nem sequer em um momento. Tremendo egoísta, o mundo não gira em torno de você e agora verá isso mais claro do que nunca. Você não vai chegar a lugar algum a não ser no fundo do buraco que está cavando pra si próprio, e eu espero que quando estiver lá embaixo, sem saída, mais encurralado do que nunca, me suplique ajuda e tudo o que eu te direi é ‘tarde demais querido, é sua vez de se virar sozinho quando mais precisa’. Eu te solto as mãos e espero que agora aprenda que ninguém consegue fingir pra sempre, e que sua máscara caiu aqui, na palma da minha mão, lugar onde você costumava me ter por todo esse tempo, lugar que eu não voltarei a estar e pode apostar, sentirá falta de tudo o que fui e que você nada valorizou.
0

0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t